quinta-feira, 19 de julho de 2007

Fluidos


Click na imagem para ampliar
Refrigerante - 11 (CCI ³ F)


Conhecido como R – 11 , também de série metano , muito usado como dissolvente na limpeza dos componentes da unidade refrigeradora. Sua temperatura de ebulição é de 23,8° C e as pressões de operação , para – 15 e de 30° C , são respectivamente 609,6 mmHg e O,25kgf/cm² . Como cloreto de metileno , a potência teórica por tonelada de refrigeração é de 1,02CV e o deslocamento volumétrico , nessas condições , é de 1,13 m3/min. Não é corrosivo , nem tóxico e nem inflamável.
É empregado com compressor centrífugo em instalações de 200 a 500 toneladas , para condicionadores de ar industrial e comercial.


Refrigerante – 22 ( CHCIF)


É um líquido ,com odor muito etéreo , inodoro quando misturado com o ar , não é inflamável nem explosivo . Muito estável ás temperaturas normais de utilização , não é tóxico nem corrosivo .
Só provoca pertubações graves após uma permanência de 2 horas em atmosfera poluída com 10% de concentração em volume .
O R-22 dissolve, á temperatura de estado, 10 a 12 , vezes mais mais água que R-12 , e os riscos de formação de tampões de gelo , nos dispositivos de expansão, são praticamente inexistentes.
Em relação aos óleos minerais , apresenta particularidade de ser solúvel a alta temperatura e parcialmente só a baixa temperatura de separação dos dois líquidos depende da concentração em óleo da mistura e das características dos óleos.
A miscibilidade do R – 22 é mais elevada com os óleos minerais.


Refrigerante – 134 a


O R – 134 a pertence ao grupo dos HFCs , fluocarbonos parcialmente halogenados . Com potencial de destruição do ozônio igual a zero , devido ao menor tempo de vida na atmosfera , apresenta uma redução no potencial de efeito estufa de 90% comparado ao R – 12 O refrigerante R – 134ª é quimicamente similar ao refrigerante R-12 , porém , os dois não são intercambiáveis ou compatíveis .
Em geral , o desempenho do R -134 é menos eficiente do que o R -12 e requer componentes maiores . O R -134ª exige mais pressão do sistema e mais fluência de ar através do condensador para retirar o calor armazenado no gás.

Refrigerante – 408ª

Este tipo de refrigerante é substituído do R – 502.
O 408 é uma mistura à base de HCFCs ( hidroclofluorcarbonos) , foi desenvolvido para substituir o R -502 , que permite aos usuários manter instalações existentes operando atualmente . A compatibilidade do R -408 com óleo mineral torna a solução ideal para o retrofit de instalações existentes , particularmente quando a troca de óleo é difícil , como por exemplo em sistemas herméticos .


Refrigerante – 407C


Este tipo de fluido refrigerante foi desenvolvido para substituição do refrigerante -22 em aplicações de ar condicionado , para baixa e média potência . O 407C é uma mistura ternária de HFC 32 , HFC 125 e HFC 134ª.


Refrigerante – 401


Este tipo de fluido refrigerante foi desenvolvido para substituição do refrigerante -12 . O desempenho desse fluido refrigerante é equivalente ao R -12 na maiores das aplicações. Não são inflamáveis , nem tóxicos , apresentam boa estabilidade química e térmica e são compatíveis com os materiais de construção de sistema de refrigeração . Composição do R – 401 : clorodifluormetano/ difluoretano/clorotetrafluoretano.



Fonte: Curso de refrigeração residencial, SENAI/ALAGOAS



Nenhum comentário: